Impedir candidatura de Lula seria ir contra jurisprudência de 16 anos

Luiz Inácio Lula da Silva

As Bancadas do Partido dos Trabalhadores na Câmara e no Senado afirmam sua unidade em defesa da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência da República. "A própria Lei da Ficha Limpa diz que se houver mínima perspectiva de êxito no recurso, nós suspendemos a inelegibilidade e deixamos o candidato disputar a eleição", acrescentou.

Nesse cenário, a candidatura Lula se impõe ao partido e é a melhor alternativa à nação.

Para evitar essa situação, alguns ministros do TSE cogitam até mesmo tomar uma decisão "de ofício", isto é, sem esperar a contestação da candidatura por um partido ou pelo Ministério Público.

"Convém à democracia que uma pessoa sabidamente inelegível prossiga a sua propaganda eleitoral e fique na urna?". "É claro que há conversas". Por enquanto, o mais forte é o do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad.

Notícias relacionadas: