Carlos Barbosa espera saída do "rastilho" Bruno de Carvalho

Moreirense FC Jogada Arsénio aos 59'

No final do jogo, os adeptos do Sporting que acompanharam a equipa à Madeira manifestaram de forma veemente o seu desagrado junto do treinador e da equipa, chegando a registar-se tentativas de agressão a jogadores no aeroporto e insultos e protestos à chegada da comitiva a Lisboa e ao Estádio José Alvalade.

Com muitas farpas aos jornalistas, o presidente do Sporting não esclareceu se Jorge Jesus está ou não suspenso, remetendo os esclarecimentos.

Segundo apurou o Observador, a suspensão da equipa técnica aconteceu depois de uma reunião de emergência convocada para esta segunda-feira em Alvalade pela administração da SAD.

De acordo com o Record, há a possibilidade de ser instaurado processo disciplinar ao treinador leonino, estando em cima da mesa a hipótese de despedimento por justa causa.

Questionado se Jorge Jesus foi ou não suspenso e se irá orientar a equipa na final da Taça, no Jamor, o presidente dos 'leões' voltou a não confirmar: "Se o Bruno suspendeu o Jesus, então terão de esperar pelo Bruno, porque o presidente não suspendeu".

"A Sporting Clube de Portugal - Futebol, SAD", podia ler-se no comunicado.

O DN sabe que os capitães estão solidários com o treinador e que se Jesus não estiver no Jamor, também não estarão disponíveis para subir ao relvado. Foi uma das poucas frases completas que Bruno de Carvalho, presidente do Sporting, disse à saída do Estádio de Alvalade.

"Vou responder ao que vi escrito na TVI".

Notícias relacionadas: