Sporting abre processo de inquérito a funcionário — Andebol

Vicente Moura A ser verdade seria uma desonra para o Sporting

Segundo o jornal, o alegado esquema de corrupção no andebol envolvia "a compra de equipas de arbitragem, quer para os 'leões' ganharem, quer para o FC Porto, com o qual disputaram o campeonato até ao fim, perder" e abrangeu a época de 2016/17.

Paulo Silva, empresário de futebol e sportinguista, alega ter entrado neste esquema de corrupção "ao serviço do clube do seu coração", admitindo também ter recebido contrapartidas monetárias (350 euros por cada árbitro de andebol que corrompia).

Na denúncia do caso, o Correio da Manhã diz ter tido acesso a conversas e trocas de mensagens entre empresários, coordenadas por André Geraldes. "Porque isto é transversal a todas as modalidades, a todos os clubes", disse Silva ao CM.

Um antigo "corruptor" revelou ao CM que terá colaborado nos esquemas de corrupção em Alvalade, que levava dois mil euros a árbitros para beneficiar o Sporting - directa ou indirectamente. Entretanto o Ministério Público confirmou que está a investigar esta matéria.

Também o Sporting já se pronunciou, repudiando, por sua vez, o que diz ser uma campanha que "visa exclusivamente denegrir a imagem" do clube.

Entretanto, o Sporting nega as acusações hoje reveladas, dizendo não se rever "em qualquer prática que desvirtue a verdade desportiva ou que sejam ética, moral e socialmente censuráveis", criticando "o modo" como as notícias desta terça-feira estão "construídas" e "a intenção que lhes está associada".

"O Sporting confia na Justiça e no Estado de Direito e deseja que a alegada investigação anunciada pelo Ministério Público seja célere e que vá até às últimas consequências no apuramento da verdade", lê-se no comunicado do Sporting.

Assumindo-se "disponível para colaborar em todas as diligências", o Sporting admite ser "um alvo a abater porque é o único clube que, genuinamente, continua a lutar e a querer transparência e verdade desportiva em Portugal".

O jornal garante que o Sporting subornou árbitros em vários jogos do campeonato de andebol da época passada, para facilitar a conquista do título.

Notícias relacionadas: