Minas registra 53 mortes pelo vírus da gripe neste ano

Os principais mitos sobre a vacina contra a gripe

Até a manhã desta segunda-feira (14), 1.080.318 pessoas foram imunizadas contra a influenza em Pernambuco, segundo dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES).

De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, a Síndrome Gripal, manifestação mais comum da doença, se caracteriza pelo aparecimento súbito de febre, cefaleia, dores musculares (mialgia), tosse, dor de garganta e fadiga.

Os casos de SRAG por Influenza apresentaram uma mediana de idade de 61 anos, variando de 0 a 96 anos. Foram registrados 53 casos até hoje, registrando aumento de 152% no número de registros do último balanço divulgado pela SES-MG em 24 de abril. A frequência de óbitos associados à Influenza no Estado, segundo municípios de residência, está distribuída na Tabela 3. Os vírus respiratórios pesquisados são: Influenza A, (A/H1N1, A/H1, A/H3 e A não subtipado), Influenza B, Vírus Sincicial Respiratório, Parainfluenza, Adenovírus, Metapneumovírus, Bocavírus e Rinovírus.

Segue até o dia 1º de junho a Campanha de Vacinação Contra Influenza.

Podem receber gratuitamente as doses crianças de seis meses a cinco anos, gestantes, puérperas até 45 dias após o parto, trabalhadores da saúde, pessoas com 60 anos ou mais, professores; indígenas; população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, jovens de 12 a 21 anos que estão cumprindo medidas sócio-educativas e portadores de doenças crônicas não transmissíveis. O Influenza é um vírus de circulação sazonal e, em 2018, a vacina disponibilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é trivalente, protegendo contra 3 tipos de Influenza, sendo eles o H3N2, o H1N1 e o B.

Notícias relacionadas: