Facebook suspende 200 aplicativos que tiveram acesso aos dados de usuários

Facebook dados utilizadores myPersonality

E, agora, como prometido, a companhia vem dar alguma satisfação sobre o início dessa varredura, com um anúncio que preocupa: nada menos do que 200 apps foram suspensos, devido a algum tipo de violação de conduta no uso de informações dos usuários.

A força-tarefa começou no final de março, quando o CEO Mark Zuckerberg anunciou que a rede social analisaria todas as aplicações que tiveram acesso a grandes quantidades de dados - isso porque a empresa só foi mudar sua política de compartilhamento de dados em 2014.

A investigação passa por duas fases.

Esta investigação teve início depois do caso "Cambridge Analytica" e da apropriação de dados de cerca de 87 milhões de utilizadores da rede social, enquanto trabalhava para a campanha presidencial de Donald Trump em 2016.

Segundo Ime Archibong, vice-presidente de parcerias de produtos do Facebook, a investigação precisa determinar se os aplicativos utilizaram de maneira irregular os dados. Temos grandes equipas de especialistas internos e externos a trabalhar na pesquisa destas aplicações o mais rápido que podem.

"Se encontrarmos provas que essas e outros 'apps' usaram dados indevidamente, os vetaremos e notificaremos as pessoas", ressaltou o diretor do Facebook em comunicado.

Notícias relacionadas: