Quem é Dr AC, o homem que invadiu o palco da Eurovisão

Eurovisão homem invade palco em protesto contra o Brexit

Um ano depois, no entanto, os três Fs transformaram-se: o fado mantém-se porque Ana Moura e Mariza estiveram no Altice Arena para começar o programa, mas o "fogo" dominou o espetáculo de três países e as "falhas de segurança" arruínaram a performance do Reino Unido.

A atuação da participante do Reino Unido na final do Festival Eurovisão da Canção de 2018 ficou marcada por um momento insólito. Conhecido como Dr. Ac activism, já tinha invadido o palco durante outros eventos.

Ao que o CM apurou, o homem de 30 anos é de nacionalidade albanesa mas encontra-se emigrado no Reino Unido.

O invasor foi imediatamente detido por seguranças que o entregaram à PSP que, até ao momento, ainda não informou se a RTP apresentou queixa ou não, sendo que essa é parte essencial do processo e ponto inicial para se poder saber o que vai acontecer a seguir - tudo dependerá "da formalização de uma queixa por parte da RTP", como tinha dito na noite da final o porta-voz da PSP Hugo Palma. Está acusado do crime de Introdução Legal em Local Vedado ao Público.

Segundo o jornal britânico Mirror, queria promover um livro chamado The Workings of the U.K. State Mafia: U. K. Media (Como funciona a máfia do estado do Reino Unido: Media britânicos, em tradução livre). "Encomendem agora na Amazon", lia-se na sua t.shirt.

Depois da invasão de palco, nas casas de apostas online, o Reino Unido subiu para o 6º lugar - antes da atuação ocupada o 22º lugar da tabela.

Notícias relacionadas: