Fernando Gomes: "Perdões de dívida e juros são concorrência desleal"

A SAD do FC Porto apresentou esta segunda-feira a nova oferta pública de subscrição de obrigações, numa conferência de Imprensa realizada na tribuna VIP do Estádio do Dragão.

Num comentário ao atual valor do plantel, Fernando Gomes lembrou que o valor contabilístico do grupo é diferente do valor de mercado e, com isso, deixou uma certeza: Marega vale mais do que 12 milhões de euros. "A média anda normalmente à volta dos 9/10 mil euros. É, perante o que aparece no mercado, um bom investimento, um investimento seguro", reforçou.

"Significa que são as poupanças que estão aqui a apoiar o financiamento do FC Porto". "O objetivo é que o FC Porto se possa autofinanciar e reduzir o endividamento".

"As questões do reforço da equipa de futebol, fazem-se também com o sucesso das vendas, não estamos à espera do empréstimo obrigacionista".

O administrador diz que a próxima época se apresenta "um pouco mais tranquila, ate pelos elevados prémios da Liga dos Campeões", mas não só. "Só agora, que terminou o contrato com a Olivedesportos, podemos contar com esse valor nas nossas contas", explicou. "Temos feito estes empréstimos com grande sucesso, esperamos que este também o tenha e é normal que o tenha".

Fernando Gomes recordou que a FC Porto SAD "nunca teve caminhos abertos, nem facilidades, e cumpriu sempre como um bom pagador com as suas obrigações para com a banca", daí estar de "cabeça levantada" a anunciar este novo produto aos pequenos investidores.

Questionado sobre se se referia às recentes notícias sobre um perdão fiscal ao Sporting, o administrador da SAD portista afirmou: "Seja do Benfica, do Sporting, seja de quem for, se as regras do mercado não são iguais para todos, há concorrência desleal. Trata-se de concorrência desleal quando uns cumprem porque é esse o seu princípio e essa é a regra estabelecida na banca e outros beneficiam de situações que tornam esta competição menos justa", acusou o dirigente azul e branco.

Notícias relacionadas: