Sistema antifraude bloqueia R$ 9,8 milhões em seguro-desemprego no Piauí

Seguro-desemprego Serra foi o município com mais fraudes no benefício no ES

O sistema de Detecção e Prevenção à Fraude no Seguro-Desemprego (Antifraude) implantado pelo Ministério do Trabalho em dezembro de 2016 já bloqueou mais de R$ 6,18 milhões somente no Ceará, o equivalente a 1.091 benefícios.

Com quase 62 mil requerimentos bloqueados nesse período no País, o Antifraude chega perto de R$ 313,7 milhões em fraudes bloqueadas em todo o Brasil. "Mas a fiscalização com o sistema Antifraude está impedindo a ação desses criminosos e preservando o direito dos trabalhadores", afirmou o ministro do Trabalho, Helton Yomura. De acordo com informações do Ministério, isso representa uma economia de R$ 1 bilhão para os cofres do Estado.

A ação de uma quadrilha de fraudadores de benefícios sociais causou, em dois anos, prejuízos da ordem de R$ 2 milhões aos cofres do Ministério do Trabalho no Rio Grande do Norte.

Segundo o auditor fiscal do trabalho da Superintendência Regional do Trabalho no Piauí, Mateus Castro, a fraude pode ser detectada ainda na abertura do processo para aderir ao seguro-desemprego, quando é feito o cruzamento de dados. No segundo montante, estão fraudes que foram efetivamente evitadas, incluíndo uma projeção dos crimes que seriam cometidos nos próximos 12 meses. Uma operação desencadeada nesta terça-feira (8) resultou em duas prisões e no cumprimento de cinco mandados de busca e apreensão contra integrantes de uma quadrilha especializada em fraudes no Seguro-Desemprego nos municípios de Marabá e Redenção, no Pará.

"A previsão é de chegar ao total de R$ 1 bilhão em economia para os cofres públicos em breve", explica o ministro Helton Yomura. Ele destacou a importância das contratações temporárias e outras modalidades permitidas após a reforma trabalhista para a melhoria nos números do emprego. "Fiz referência à construção civil, varejo de gêneros alimentícios, gastronomia, hotelaria e tantos outros que têm utilizado essas modalidades para desenvolver sua vida empresarial", afirmou. Segundo o Ministério do Trabalho, em março, houve crescimento de 0,15% em relação ao saldo de fevereiro.

No caso do Maranhão, já foram detectados quase 16,9 mil casos de fraudes no Seguro-Desemprego, gerando uma economia de R$ 74,1 milhões. Para o Dia das Mães, a estimativa é de aumento de 10% em contratações temporárias, na comparação com o ano passado, nas áreas industriais, estoque, logística e atendimento final no comércio. Os dados coletados pelo MTb mostram que no segundo semestre de 2016 o número de fraudes em requerimentos do benefício para Emprego Formal era crescente, chegando a quase 3,5 mil ocorrências por mês em novembro daquele ano - entre casos suspeitos e consolidados.

Notícias relacionadas: