Doria lidera corrida para o governo de São Paulo — Datafolha

Gestão Doria é reprovada por 47% dos paulistanos

Atrás deles, aparecem Luiz Marinho (27%), Márcio França (22%), Rogério Chequer (21%), Lisete Arelaro (20%) e Alexandre Zeitune (19%).

O Datafolha pesquisou dois cenários eleitorais. O tucano registra 29% das intenções de voto contra 20% do presidente da Fiesp, Paulo Skaf (MDB).

O atual governador, Márcio França (PSB), candidato à reeleição, ficou com 8%, enquanto o petista Luiz Marinho, ex-prefeito de São Bernardo do Campo (SP), somou 7% das preferências. Votos em branco ou nulos sobem para 32%. Em um cenário sem Skaf, Doria sobe para 36% das intenções de voto. Nesse caso, França aparece com 10% e Marinho, com 9%.

Enquanto Skaf é numericamente (34%) o mais rejeitado, Doria viu crescer o número de eleitores que não votam nele de jeito nenhum (de 28% para 33%), especialmente onde governou: na capital.

Depois da renúncia do tucano, a pesquisa mostra que 47% dos paulistanos consideram sua administração ruim ou péssima, na pesquisa realizada em novembro o índice era de 39%. Os outros três prefeitos anteriores tinham margens maiores de aprovação: Marta Suplicy (PT), 25%; José Serra (PSDB), 56%; e Gilberto Kassab (DEM e PSD), 31%. A rejeição ao tucano, porém, disparou na capital -que comandou por um ano e três meses, até renunciar para disputar a eleição.

O Datafolha também questionou em quem os entrevistados sobre quem eles não votariam no primeiro turno.

O ex-prefeito de São Paulo João Doria (PSDB) lidera a corrida ao Palácio dos Bandeirantes, de acordo com a segunda parte da última pesquisa Datafolha, divulgada na madrugada desta segunda-feira.

Já para Márcio França, a dificuldade principal é a de ser conhecido.

Os dados foram coletados em 1.954 entrevistas feitas em todo o estado entre os dias 11 e 13 de abril, com margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Notícias relacionadas: