Semáforos com câmaras em Lisboa para limitar velocidade

Lisboa. Mais radares, câmaras de vigilância e multas para estacionamento em segunda fila

Só no ano passado, por exemplo, foram passadas mais de 156 mil multas por excesso de velocidade em Lisboa - ou seja, uma média de 428 por dia.

Por fim, a autarquia vai passar a vigiar mais os estacionamentos em segunda fila, uma intenção que será acompanhada de campanhas de sensibilização.

O objetivo do reforço dos equipamentos não é multar, mas apelar ao bom senso e cuidado do automobilista, disse ao 'DN' o vereador Miguel Gaspar.

Além das câmaras de vigilância e dos radares, a autarquia vai ainda começar a penalizar o estacionamento em segunda fila. Portanto, estamos a fazer um exercício de reforço de fiscalização e ao mesmo tempo a falar com os comerciantes e hotelaria para estes dizerem o que precisam para a sua actividade.

Actualmente, a cidade de Lisboa tem 21 radares e este número deverá então ser reforçado - não se sabe ainda com quantos -, mas o vereador garante que haverá sinalização que alerte para o limite de velocidade, antes de se chegar ao local do radar. Estes radares deverão ser precedidos de mensagens de aviso para os condutores, como "por favor abrande", explicou o vereador com o pelouro da mobilidade.

O autarca não quis avançar os locais, mas lembrou que os maiores problemas ocorrem em eixos como a Segunda Circular, a via com mais acidentes, mortos e feridos graves; o Eixo Norte-Sul e a Avenida Infante Dom Henrique. "Num mundo perfeito não multaríamos ninguém, pois toda a gente cumpriria o limite de velocidade", acrescenta.

Investimento de cinco milhões de eurosPara as câmaras de vigilância dos semáforos e radares, a Câmara Municipal de Lisboa tem previsto um investimento de cinco milhões de euros. Temos o sistema Gertrudes em que os semáforos funcionam de forma articulada.

Notícias relacionadas: