No reencontro com Abreu, Botafogo vence nos acréscimos o Audax Italiano

Pimpão comemora

O treinador tem três opções para a posição: Rodrigo Pimpão, Ezequiel e Leandro Carvalho.

Assim como na final do Campeonato Carioca, o Botafogo mostrou que não desiste e venceu por 2 a 1 o Audax Italiano-CHI, nesta quinta-feira, em Santiago, pela Copa Sul-Americana.

- A gente voltou bem melhor para o segundo tempo, procurando jogar mais e buscar a vitória.

O Botafogo está gostando dessa ideia de gols nos acréscimos. "O Botafogo é muito especial para mim, marcou a minha carreira e tenho grande respeito pela torcida", afirmou Logo Abreu.

Apesar da vantagem para a partida do dia 9 de maio, no Estádio Nilton Santos, Valentim mantém os pés no chão. A cobrança resultou no gol de Brenner. Em cruzamento para área, ele viu a bola sobrar limpa dentro da área e estufou as redes de Peric. Falou em gol decisivo no Chile, falou com Rodrigo Pimpão.

Na primeira partida após o título carioca, o Botafogo teve que ir ao Chile enfrentar o Audax Italiano, time da casa que jogou à base da empolgação para equilibrar o confronto e criar dificuldades. Com maior posse de bola, o alvinegro trocava mais passes, mas não conseguia levar perigo ao gol dos chilenos. No rebote, Marcelo parou na zaga. Após tentar bastante, o Botafogo chegou ao empate aos 26 minutos. Leo Valencia cobrou falta na área, Brenner ganhou a jogada e mandou para a rede.

Cartões amarelo: Bosso, Diaz e Vasquéz (Audax); Marcelo, Brenner, e Pimpão (Botafogo).

A virada quase veio aos 40, quando Rodrigo Pimpão cruzou da direita e Valencia cabeceou para boa defesa de Peric. Para ele, nem um placar mais elástico garantiria a vaga na próxima fase do torneio continental.

O jogo, contudo, começou negativo para o Botafogo, já que, aos 2 minutos da etapa inicial, o atacante Renatinho sentiu lesão muscular durante arrancada e precisou sair, dando lugar ao volante Matheus Fernandes.

Notícias relacionadas: