"Não é só um sonho, confio na qualidade da equipa" — Jorge Jesus

Sporting vence Atlético de Madrid mas despede-se da Liga Europa

Nós estamos aqui para defender o Sporting. Falo do treinador, jogadores, presidente e massa associativa.

"Somos profissionais, estamos a fazer o nosso trabalho, estamos focados nos objetivos do clube, que são os nossos também". O Sporting é mais importante que tudo.

"Jogamos para eles. Que nos ajudem com amor e carinho para ultrapassar este adversário que é difícil", referiu, sendo, uma vez mais, questionado sobre a forma como a equipa tem lidado com esta crise diretiva que se vive. Todos os dias estou a aprender. A experiência da vida dá conhecimentos. Estou a aprender para evoluir.

O técnico leonino mostrou confiança na possibilidade de ultrapassar o Atlético e nesse contexto afirmou que se se tal suceder o Sporting passará a ser um forte candidato ao triunfo na Liga Europa. "Vamos encarar da mesma forma como encarámos o jogo em Madrid".

"Acredito que temos essa possibilidade de sonhar". O futebol é fertil em surpresas. Não estou muito habituado a partir em desvantaem como estou neste momento, mas vamos procurar alguma estratégia que possa surpreender o adversário e trabalhar com a sorte. Vamos partir para este jogo com o mesmo sonho, mas confiando na qualidade da equipa. Ainda ontem [terça-feira] houve um jogo de Champions [Roma-Barcelona] que ninguém pensava que era possível e aconteceu. Espero que amanhã os jogadores do Atlético tenham erros para a equipa do Sporting aproveitar. Se estivermos numa noite com sorte, podemos surpreender e acreditamos que isso será possível. "Se seguirmos em frente seremos um forte candidato a vencer a competição".

No entanto, Jorge Jesus nunca descarta a valia do adversário: "do outro lado está um adversário que a qualquer momento pode fazer um golo". "O William está fora, o Piccini vamos saber só amanhã".

Diante dos madrilistas, Jorge Jesus não poderá contar com Bas Dost e Fábio Coentrão, que foram admoestados no encontro da primeira mão, mas garante que quem entrar em campo irá dar conta do recado, deixando entender que Acuña poderá ocupar o lugar do lateral esquerdo internacional português. O treinador do Sporting colocou Oblak entre os cinco melhores do mundo na posição, tal como Rui Patrício: "Chegou ao Benfica muito jovem, tinha 17 anos".

Notícias relacionadas: