Mundial-2018: Japão despede selecionador Vahid Halilhodzic e nomeia Akita Nishino

Loja oficial da Copa do Mundo em Moscou- Bernardo Mello

Faltam apenas dois meses para o próximo campeonato do Mundo, mas tal facto não demoveu a federação japonesa de demitir o bósnio Vahid Halilhodzic do comando técnico da equipa do Japão. Agora, Akira Nishino, diretor técnico desde 2016, vai comandar a seleção.

De acordo com o presidente da Federação, Kozo Tashima, a escolha por Akira se deu por ele já fazer parte da entidade tendo em vista o período muito curto para a Copa.

Além dos resultados recentes dos encontros particulares de preparação, a imprensa nipónica diz também que "as más relações com os jogadores" terão justificado a transição. Integrado no Grupo H, o Japão estreia-se a 19 de junho, contra a Colômbia.

O ex-treinador do Japão assumiu a equipe em março de 2015.

Faltando dois meses para a competição será interessante ver como a Associação Japonesa de Futebol resolverá a crise que se instaurou na seleção. A imprensa japonesa nas últimas semanas vinha noticiando que o treinador tinha problemas no vestiário, e as derrotas para Ucrânia e Mali, ambas em partidas amistosas, estremeceu ainda mais o clima e o que acabou culminando com a sua demissão.

Notícias relacionadas: