Mulher que matou filha recém-nascida tem alta hospitalar

Admite que odeia o filho recém-nascido e sonha com a sua morte

Uma mulher de 25 anos é suspeita de matar a filha recém-nascida.

A mesma medida de coação foi aplicada à tia da criança, gémea da mãe, cúmplice do crime. E, ao que tudo indica, vive com os filhos o marido e uma irmã.

A Polícia Judiciária está a investigar um crime que ocorreu em Corroios, Seixal, na na noite desta segunda-feira. Neste momento, a Polícia Judiciária de Setúbal está a realizar diligências no local junto com a PSP.

Fonte policial disse à agência Lusa que a mãe da bebé estava hospitalizada no Hospital Garcia de Orta desde segunda-feira e teve alta hospitalar no mesmo dia.

Até ao momento desconhece-se como foi dado às autoridade o alerta para esta situação.

Notícias relacionadas: