Bruno de Carvalho recua e retira processos disciplinares aos jogadores

Bruno de Carvalho ficou com dores nas costas após o jogo e teve de ser auxiliado

A notícia foi avançada pelo jornal desportivo "O Jogo", que cita uma carta enviada por Jorge Gaspar ao presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting, Jaime Marta Soares.

Em declarações a Bola Branca, Menezes Rodrigues admite que, "em último recurso", até pode ser "a solução" para presidente do Sporting.

"O Bruno não merece ser linchado na praça pública só por este 'post' sobre a equipa. Ou a equipa? Isto é uma loucura total". "Não quero dizer gente nova, mas com 40 ou 50 anos", defendeu, considerando que Bruno de Carvalho "não tem mais condições" para se manter à frente do Sporting.

Assim, o pedido de realização de uma assembleia geral de acionistas da Sporting SAD tem por objetivo "deliberar sobre a emissão da referida nova oferta obrigacionista" e, "de minimizar o impacto negativo para a Sporting SAD das posições públicas de terceiros, pelo atraso e consequências suscetíveis de provocar na nova emissão obrigacionista", o conselho de Administração vai também pedir à mesa da assembleia geral que se convoque uma assembleia geral de obrigacionistas, "no âmbito da oferta obrigacionista emitida em 2015, a fim de deliberar sobre a prorrogação do prazo de reembolso final desta emissão, para nunca antes de novembro de 2018".

Por entre a confusão, a conferência de imprensa de Jorge Jesus antes do jogo foi adiada, mas os jogadores acabaram mesmo por estar disponíveis. Sei que cumpriu a obrigação dele, porque é um homem digno, um grande treinador, porque, como ele disse muito bem, com quem tem de estar é com o Sporting.

A crise do Sporting começou depois de Bruno de Carvalho criticar no Facebook os jogadores devido aos erros cometidos no desafio da Liga Europa com o Atlético Madrid que terminou com vitória espanhola por 2-0.

Em resposta, Bruno de Carvalho partilhou um texto no Facebook, visível para os seus amigos na rede social, em suspendia os jogadores que subscreveram um comunicado e fazia saber que teriam de enfrentar a disciplina do clube.

Esta decisão foi tomada em reunião liderada pelo presidente do clube, Bruno de Carvalho.

Notícias relacionadas: