Queda de avião na Argélia deixa 257 mortos — Tragédia

Queda de avião na Argélia deixa 257 mortos — Tragédia

Um avião militar da Argélia caiu perto de Argel, capital do país, nesta quarta-feira.

Segundo a mídia local, o tempo estava instável nos últimos dois dias, e chovia no momento em que a aeronave caiu.

As chamas que destruíram quase todo o avião foram extintas, constatou.

Em fevereiro de 2014, 77 pessoas - militares e respetivos familiares - morreram na sequência da queda de um avião Hércules C-130 da Força Aérea argelina, que se despenhou numa zona montanhosa próxima de Oum El Bouaghi (500 quilómetros a leste de Argel). Apenas uma pessoa sobreviveu ao acidente, que o Ministério da Defesa atribuiu na época às más condições meteorológicas.

A aeronave acidentada era um Ilyushin IL-76, de fabricação soviética e depois russa. Segundo o site do fabricante, o avião pode transportar entre 126 e 225 passageiros, dependendo da versão. Em Tindouf, vivem centenas de refugiados do Saara Ocidental, grande parte deles apoiadores da Frente Polisário.

A Frente Polisário - que luta pela independência do Sara Ocidental, região anexada por Marrocos -, que é apoiada pela Argélia, fez saber que são 30 estes mortos e que entre eles há mulheres e crianças.

Béchar, a cerca 1.000 km de Argel, abriga uma importante base militar, perto da fronteira fechada entre a Argélia e o Marrocos.

Nenhuma hipótese foi antecipada para explicar o acidente. Mais de 300 pessoas participam dos trabalhos de resgate. Ainda não há informações sobre a causa do acidente. Este foi o balanço oficial divulgado pelo Ministério da Defesa do país, em comunicado.

Notícias relacionadas: