Lula já está recolhido à PF em Curitiba

Resultado de imagem para sergio moro

O batalhão de choque isolou o prédio da PF.

"Quando Lula tomou a decisão, ele tomou a decisão baseada em uma situação". A simplicidade do cardápio será uma rotina para Lula nos proximos dez dias, período inicial de adaptação em que o petista não poderá receber o "jumbo", que é a sacola de comida trazida pela família dos presos. Ali funcionava um alojamento para policiais em missão.

O alojamento, que era usado para federais em passagem por Curitiba, tem cerca de três metros por cinco metros, banheiro próprio, com pia, privada e chuveiro quente. É um ambiente espartano, não há distrações, mas também, bem diferente do frio e do cinza empoeirado da carceragem, onde dormem dois ex-companheiros de partido e governo: o ex-ministro Antonio Palocci e o ex-diretor da Petrobrás Renato Duque. Um grupo de manifestantes tentou invadir o prédio e foi repelido por agentes federais que lançaram bombas de gás lacrimogênio.

"Não pense que eu sou contra a Lava Jato".

O helicóptero pousou na PF às 22h30. Alguns dos rojões passaram perigosamente perto da aeronave. A determinação para apresentação "voluntária" foi anunciada pelo juiz Sérgio Moro, responsável pelo processo na primeira instância. O tema era tratado desde a escolha pela PF como local onde o petista deveria se apresentar, assim que fosse executada a sentença do TRF-4.

Segundo a Central Única dos Trabalhadores (CUT), o movimento espera a chegada de dezenas de caravanas de todas as partes do Brasil. Ele terá um horário reservado para o banho de sol, com cerca de duas horas diárias. É lá que Lula deve cumprir o início da sua pena de 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. O petista foi levado ao local em cumprimento ao mandado de prisão expedido pelo juiz Sérgio Moro na última quinta-feira (5). "Para mim, vandalismo é um juiz e sua mulher receberem 8 mil reais de auxílio-moradia morando na mesma casa, sem pagar aluguel".

Moro ainda aplicou uma multa de 700.000 reais, confiscou o imóvel - cujo leilão é aguardado para maio - e interditou o petista de ocupar cargos públicos. O sistema legal brasileiro costuma ir a uma velocidade glacial, o ritmo desse processo surpreendeu a todos, acrescenta a BBC.

Na obra, de 216 páginas, o antigo chefe de Estado do Brasil afirma que está preparado para a possibilidade de ser preso, não porque reconheça a culpa, mas porque é vítima de perseguição que visa impedi-lo de disputar as eleições presidenciais de outubro (às quais já retirou a sua candidatura).

Numa nota publicada pela assessoria de Sérgio Moro, lia-se que Lula da Silva não é considerado foragido.

Na madrugada de quinta-feira, o Supremo Tribunal Federal (STF) tinha já negado um 'habeas corpus' também apresentado pela defesa de Lula da Silva, que visava evitar a sua prisão antes de se esgotarem os recursos na Justiça.

Mais importante réu da Lava Jato, a preocupação com a exposição da imagem de Lula, no entanto, antecedeu os pedidos dos emissários do ex-presidente. Zanin afirmou que Lula está tranquilo e sereno, embora indignado "com o fato de ter sido preso sem ter cometido crime". No fim de março, a Oitava Turma do tribunal julgou um novo recurso, que também foi rejeitado. Nós só sairemos daqui quando Lula também sair.

Inicialmente, a sala especial adaptada para Lula não teria TV, mas o equipamento acabou sendo autorizado. Os presidente da Bolívia, Evo Morales, e da Venezuela, Nicolás Maduro, segundo a imprensa, manifestaram apoio a Lula.

Notícias relacionadas: