Japonês é agora o homem mais velho do mundo — Guinness Book

Nonaka já foi fazendeiro lenhador e administrador

Masazo Nonaka, do Japão, foi reconhecido na terça-feira como o homem mais idoso do mundo, na idade madura de 112 anos, enquanto sua família revelava seu segredo: doces e banhos quentes.

Masazo Nonaka, nascido em 25 de julho de 1905, obteve o título após a morte do espanhol Francisco Nuñez Olivera, aos 113 anos, segundo o Livro Guinness de Recordes. Agricultor e lenhador na juventude, o japonês administrou uma pousada de fonte termal na sua cidade natal, na ilha de Hokkaido, a 900 quilômetros ao norte de Tóquio, até passar o controle do estabelecimento aos herdeiros. Uma de suas netas, Yuko é hoje responsável pelo negócio. Ele regularmente se banha nas piscinas termais e também gosta de comer doces, especialmente bolos.

Nesta terça, Nonaka participou de uma cerimônia com parentes e autoridades para receber o prêmio.

"Delicioso", vibrou o japonês ao provar o bolo de comemoração do feito, segundo a rede NHK.

Masazo Nonaka tem sete irmãos e uma irmã que moram perto, de acordo com o Guinness, referindo ainda que o homem mais velho do mundo casou-se em 1931 e teve cinco filhos.

Seus familiares dizem que Nonaka ainda se move sozinho em uma cadeira de rodas.

O Japão, conhecido pela longa expetativa de vida de seus habitantes, já teve vários recordes de pessoas nesta área, incluindo Jiroemon Kimura, que morreu em junho de 2013, aos 116 anos, e Sakari Momoi, que morreu em julho de 2015, aos 112 anos.

Ele é um dos cerca de 67.800 centenários no Japão, país com o envelhecimento mais rápido do mundo e com a maior expectativa média de vida de 80,98% para os homens e 87,14% para as mulheres, segundo o Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar. A pessoa mais longeva da história foi a francesa Jeanne Louise Calment, que alcançou a idade de 122 anos e 164 dias e viveu entre 1875 e 1997.

Notícias relacionadas: