Lula diz que vai se entregar e critica Judiciário

Manifestantes cercaram prédio do Sindicato dos Metalúrgicos em defesa

Em seu discurso, disse que não perdoa Moro por ter "passado para a sociedade a ideia de que eu sou um ladrão".

"Eu sairei dessa maior, mais forte, mais verdadeiro e inocente, porque eu quero cobrar que eles é que cometeram um crime, um crime político de perseguir um homem que tem 50 anos de história política", discursou Lula, falando que se entregará a prisão para "transferir a responsabilidade".

Ainda não está confirmado se ele se entregará ou se será preso hoje.

O anúncio da decisão foi feito pelo juiz Felix Fischer, relator da operação Lava Jato no tribunal. "Tem que pegar bandido que roubou. Todos nós queremos isso", falou. "Vou lá para saberem que não tenho medo e que vou provar minha inocência", afirmou. "O presidente Lula se inspirou nesses valores, nessa oração", declarou Dilma.

Lula também disse que resolveu levantar a cabeça.

Acompanham Lula a ex-presidente Dilma Rousseff (PT); o ex-ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, o pré-candidato à Presidência pelo Psol, Guilherme Boulos; o ex-prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT); a presidente nacional do partido, Gleisi Hoffmann, e demais lideranças políticas.

Com voz rouca mais do que o habitual, o ex-presidente falou por 55 minutos aos militantes em cima de uma carro de som estacionado em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo. Após a homenagem à Marisa, o ex-presidente começou a discursar para os manifestantes presentes.

Por fim, Lula fez a brincadeira sobre a alegria que a imprensa supostamente vai ter por causa da prisão dele: "o TRF, o Moro, a Lava-Jato e a Globo têm um sonho de consumo".

Em entrevista à Tv chinesa Global Televison Network, na tarde desta sexta-feira (6), o juiz federal Sérgio Moro afirmou que apenas cumpriu seu papel ao decretar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na última quinta-feira (5). O juiz determinou que Lula se entregasse até 17h de sexta-feira, prazo descumprido por Lula. Vou atender ao mandado deles.

Em um dos momentos, os apoiadores de Lula fizeram um cordão humano em frente ao portão da Superintendência da PF e gritaram que o ex-presidente é preso político e está sendo perseguido. "Nos Estados Unidos o julgamento termina e você não sabe em quem o cidadão votou, para que ele não seja vítima de pressão", sugeriu Lula. Uma vez expedido o mandado, qualquer um pode prendê-lo?

Notícias relacionadas: