Suspeito morre em confronto com a PM na Vila Kennedy

Suspeito morre em confronto com a PM na Vila Kennedy

Uma equipe do BAC (Batalhão de Operações com Cães) fazia patrulhamento em área de mata da comunidade, na divisa com Senador Camará, quando foi abordada por homens armados, que efetuaram disparos, segundo a Polícia Militar. Os criminosos teriam atirado contra os agentes, dando início a um tiroteio. Os agentes entraram em contato com o comandante e solicitado apoio do blindado do 14º Batalhão da Polícia Militar para prestar socorro ao homem ferido, mas ele não resistiu aos ferimentos.

Um rádio transmissor, 41 trouxinhas de maconha, uma arma calibre 12 e munição foram apreendidas durante a ação. A ocorrência foi encaminhada para registro na 34ª Delegacia de Polícia, de Bangu. A atuação das Forças Armadas na Vila Kennedy tem sido uma espécie de laboratório da intervenção.

No período diurno, os militares cumprirão escala de patrulhamento simultaneamente ao realizado pela Polícia Militar.

O Comando Conjunto das Operações Integradas no Rio de Janeiro deu início nesta segunda-feira a uma sequência de operações com o objetivo de reforçar o patrulhamento ostensivo na Vila Kennedy, comunidade da zona oeste da capital fluminense.

O prefeito Marcelo Crivella (PRB), no entanto, divulgou nota reconhecendo que houve "uso desproporcional da força, atingindo também desnecessariamente trabalhadores", e disse que os funcionários envolvidos serão afastados e os comerciantes, cadastrados para "imediata realocação".

Notícias relacionadas: