Clubes e ex-atletas lamentam morte de Bebeto de Freitas

Bebeto de Freitas sofreu parada cardíaca na Cidade do Galo e morreu aos 68 anos

Ele chegou a receber o primeiro atendimento médico em um dos quartos do prédio, mas não resistiu antes de ser levado para um hospital na capital mineira.

O Atlético-MG já emitiu nota decretando luto de três dias, assim como o Botafogo, que informou que General Severiano está à disposição para velório. E o ex-treinador se sentiu mal em evento realizado na Cidade do Galo, onde participou do lançamento do time de futebol americano do Atlético-MG, o Galo FA, em evento que ocorreu no fim da manhã. Bastaram mais alguns minutos para a nova informação ser ainda pior: Bebeto morreu.

Bebeto de Freitas sofreu uma parada cardíaca na parte interna da Cidade do Galo, enquanto acontecia uma confraternização com os jogadores do Galo Futebol Americano.

Após ser jogador de vôlei, assumiu a seleção brasileira da modalidade, sendo treinador da "geração de prata", que encantou o mundo nos Jogos Olímpicos de 1984, em Los Angeles. Comandou craques como Renan, Bernard, William, Xandó, Amauri e Montanaro.

Entre os anos de 2003 e 2008 foi presidente do Botafogo. Por isso gostava de estar perto de você. Desde 1999, ele teve quatro passagens pelo Atlético, exercendo o papel de diretor-executivo e o último como diretor de administração e controle do clube.

Em 2017, já como prefeito da cidade de Belo Horizonte, Kalil teve Bebeto de Freitas ao seu lado, desta vez como Secretário Municipal de Esporte e Lazer.

Bebeto voltou ao Atlético em 2009 para trabalhar novamente com Alexandre Kalil, que acabara de assumir a presidência. "Encontramos mais tarde, Bebeto", postou.

O dirigente integrava a nova diretoria do clube mineiro, da qual se tornou integrante após a eleição do presidente Sérgio Sette Câmara, no final do ano passado. O time se prepara para o confronto com o Figueirense, pela terceira fase da Copa do Brasil, marcado para esta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Independência. O período como mandatário do clube carioca foi muito positivo, já que conseguiu reestruturar as contas financeiras e trazer investimentos para o futebol.

Notícias relacionadas: