Marine Le Pen propõe novo nome para a Frente Nacional

Neno  Flickr

A Frente Nacional foi co-fundada em 1972 pelo pai de Marine, Jean-Marie Le Pen.

- A Frente Nacional, partido que unia a extrema-direita francesa com este nome desde 1972, passará a se chamar Agrupamento Nacional, anunciou neste domingo a sua presidente, Marine Le Pen, no 16º congresso do partido, realizado em Lille. Ela foi a única candidata. Jean-Marie Le Pen, que publicou suas memórias dias antes do Congresso, desistiu de comparecer ao congresso, um fato sem precedentes para o fundador do partido.

O nome Rassemblement National será submetido a uma votação por correspondência entre os militantes. A quebra com a tradição do partido de extrema-direita (marcado pela cultura de oposição e pouco familiarizado com alianças) é notória, mas os objetivos são claros e podem pôr as forças políticas tradicionais em alerta.

Florian Philippot, antigo número dois de Marine Le Pen e considerado um renovador do partido, saiu da FN e criou a sua própria força política.

A proposta de Marine deverá ser referendada em uma consulta interna pelos filiados, que já tinham votado a favor de uma mudança de nome por uma pequena maioria de 52%.

Notícias relacionadas: