Freira que estava na Justiça contra Katy Perry morre no tribunal

Freira que estava na Justiça contra Katy Perry morre no tribunal

"Thammy é apaixonado por ela".

"Quero muito por a minha casa aqui no Brasil à disposição dela, em Recife". "Tudo bem, garota. Está vivendo na melhor em Mônaco", brincou a americana.

Mesmo amadurecida, é de se esperar que os grandes espetáculos que Katy Perry costuma apresentar não sofram mudanças em termos de magnitude, mas devem abrir espaço à um cenário mais futurista. "Vamos dar um jeito de fazer isso". A turnê Witness vai passar por Porto Alegre, por São Paulo e pelo Rio de Janeiro, mas, antes dos três shows no Brasil, a cantora conversou com o Fantástico, em Los Angeles. Katy, por sua vez, disse que quer aprender a rebolar com a brasileira. Durante a chamada, Gretchen agradeceu: "É uma honra conversar com você".

O site do grupo standwiththesisters.org publicou recentemente a seguinte mensagem: "Descansa com os anjos, nosso tesouro mais precioso", juntamente com uma foto de Irmã Catherine Rose, revela a CBS. As causas da morte ainda não foram divulgadas.

Katy havia feito uma oferta em 2015 pelo terreno onde fica o convento das Irmãs do Sagrado e Imaculado Coração da Santíssima Virgem Maria de 14,5 milhões de dólares. Mas as freiras decidiram vendê-lo à empresária Dana Hollister, por um valor maior, e acabaram por ser processadas por Katy Perry. Holtzman havia comparecido a um tribunal de Los Angeles para pedir a anulação da decisão que favoreceu a diva pop quando, segundo relatos, "caiu e morreu" no local. "Isso não está fazendo nada além de machucar muitas pessoas".

Notícias relacionadas: