Atirador mantém reféns em casa de repouso para veteranos nos EUA

Ben Margot  AP

O Lar de Veteranos de Guerra da Califórnia é um dos que mais veteranos acolhe nos Estados Unidos, tendo mais de 1000 utentes.

Segundo relatos divulgados pela CNN. o homem invadiu a casa de repouso enquanto acontecia uma festa de despedida para funcionários que estão deixando a unidade.

As autoridades identificaram o atirador como Albert Wong, de 36 anos, um ex-paciente do Pathway Home, um programa sediado no centro dedicado a veteranos de guerra que sofrem de stress pós-traumático depois de passagens pelo Iraque e pelo Afeganistão.

Quando a polícia entrou no edifício encontrou os cadáveres. Equipes especializadas foram convocadas para limparem o veículo.

"Isto é uma notícia trágica, que esperávamos nunca ter de partilhar com o público", disse Chris Childs, o porta-voz da California Highway Patrol, responsável por aquela zona, no vale de Napa, a cerca de 100 quilómetros a Norte da cidade de São Francisco.

As vítimas são Christine Loeber, diretora executiva do lar, e as psicólogas Jen Golick e Jennifer Gonzales.

Apesar dos repetidos esforços dos negociadores da polícia de se comunicar com o suspeito ao longo do dia, autoridades disseram que eles fracassaram em fazer contato com o atirador depois que ele trocou tiros com o vice-chefe da polícia.

Segundo o jornal local "Napa Valley Register", policiais começaram a chegar ao local por volta das 10h20 (15h20 em Brasília), após serem acionados por denúncias de que um homem armado estaria mantendo reféns no local.

Notícias relacionadas: