Santos confirma saída do executivo de futebol Gustavo Vieira de Oliveira

Raw Image  Gazeta Press

Nomeado como executivo de futebol no final do ano passado, Gustavo Vieira durou dois meses no cargo.

O principal motivo para a demissão foi os atritos com o modo de trabalho do presidente José Carlos Peres. O Peixe confirmou, por meio de nota oficial, a saída do dirigente do clube 45 dias após ser apresentado. Ele tinha vínculo de dois anos com o clube. Peres não gostou da postura de Vieira em relação à demora de renovação de contrato de alguns jogadores, como a do lateral-direito Victor Ferraz. O Santos esclarece que não há outras alterações previstas no departamento de futebol e deseja sorte ao profissional na continuidade de sua carreira. Jogador, empresário, executivo e presidente chegaram a um acordo, mas Peres não deu andamento depois disso, e Gustavo, por ser o responsável pelo futebol do clube, sentiu-se exposto perante jogadores e agentes.

O caso mais recente é a contratação do lateral-esquerdo Dodô, da Sampdoria. O presidente do Santos nega que teria ouvido um funcionário fora do departamento de futebol para brecar esses negócios. O retorno de Sergio Dimas, que está no RB Brasil, está nos planos.

Atualmente, o Peixe tem no departamento de futebol o gerente técnico de futebol William Machado e o gerente administrativo Diogo Castro.

Notícias relacionadas: