Turistas trazem novo recorde para Portugal: 20,6 milhões de hóspedes

Madeira foi a única região a perder dormidas em Dezembro

O turismo vem crescendo continuamente desde 2011, e centenas de hotéis novos e milhares de apartamentos redecorados para turistas foram abertos em todo Portugal, colocando o país entre os três destinos de viagem mais procurados do mundo em 2018, segundo a agência de viagens Lonely Planet.

Os proveitos de aposento aumentaram 18,3% relativamente ao desempenho de 2016, para 2,48 mil milhões de euros.

O Algarve registou, no ano passado, um total de 19 milhões de dormidas (+5,3%, 963 mil dormidas a mais do que em 2016), 1028 milhões de euros de proveitos totais (+13,2% ou 119,7 milhões de euros a mais) e 4,1 milhões de hóspedes (+5,1% ou mais 200 mil hóspedes).

O principal mercado internacional, o britânico, cresceu apenas 1,1%, tendo em dezembro passado registado o terceiro mês consecutivo de quebra, num contexto marcado ainda pela decisão de saída do país da União Europeia.

No período em análise, todas as regiões apresentaram aumentos nas dormidas, sobressaindo os Açores (+15,8%) e o Centro (+14,5%).

Já as dormidas de turistas polacos, norte-americanos, brasileiros e suecos cresceram mais de 30% em termos anuais. Lisboa já representa um quarto de todas as dormidas e o Algarve um terço.

No mês de Dezembro, o Alentejo viu o número de dormidas aumentar em 24,4%, o maior crescimento nacional quando comparado com o mesmo mês do ano anterior.

A acompanhar a trajetória de crescimento estiveram os proveitos totais das unidades hoteleiras, que se aproximaram dos 3.400 milhões de euros, com uma subida de 16,6%, além da taxa de ocupação-cama (que mede a ocupação da oferta hoteleira disponível e subiu 2,3 pontos percentuais para 51,6%).

Notícias relacionadas: