Após três meses, morre criança vítima de tragédia em Janaúba

O incêndio na Creche Municipal Educacional Infantil Gente Inocente foi intencionalmente provocado por um vigia do próprio estabelecimento

Gabriel é a 14° vítima do incêndio, sendo a 10ª criança morta, no crime que comoveu o Brasil. Ele estava em estado grave com 80% do corpo queimado.

Uma mulher, em estado grave, ainda está no hospital, segundo boletim divulgado pela Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig). Ele estava internado no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em BH. O nome e a idade dela não foram divulgados.

Morreu nesta quinta-feira, a 14ª vítima do ataque criminoso na creche Gente Inocente provocado pelo vigia Damião Soares dos Santos, de 50 anos, na manhã de 5 de outubro.

No horário, havia 75 crianças e 17 funcionários na escola. Mais de 40 pessoas, entre adultos e crianças, ficaram feridas no incêndio. Os casos mais graves vieram para o Hospital João XXIII, em Belo Horizonte. Outros foram levados para a Santa Casa de Montes Claros. Damião chegou a ser internado, mas morreu horas depois.

Notícias relacionadas: