Arábia Saudita abre primeiro salão automóvel para mulheres

Mulheres com mais de 25 anos poderão embarcar sem a presença de um acompanhante

O ano novo trouxe também para as mulheres árabes possibilidades novas.

As reformas levadas a cabo pelo reino da Arábia Saudita na promoção da liberdade das mulheres no país levaram a um dia histórico no futebol: pela primeira vez, um jogo profissional em território saudita teve mulheres nas bancadas do estádio.

Para atrair as torcedoras, as equipes ofereceram túnicas tradicionais nas cores dos times.

O salão, situado num centro comercial e onde o pessoal é constituído exclusivamente por mulheres, deverá permitir às sauditas escolher um veículo antes de irem para a estrada daqui a cinco meses, bem como encontrar soluções de financiamento, com bancos ou sociedades financeiras, para comprar um veículo. "Mas hoje isso mudou, é um dia de prazer e alegria", declarou à AFP a torcedora Nura Bajuryi.

Além do jogo desta sexta-feira, o The Guardian dá conta de que as mulheres poderão ainda assistir a mais dois jogos de futebol agendados para este fim de semana. Eu ficava triste e me perguntava por que não podia ir?

Já a Careem, com sede em Dubai e forte presença no Oriente Médio, prevê contratar 10 mil motoristas do sexo feminino até junho, quando entrará em vigor o decreto do rei Salman bin Abdulaziz al Saud que autoriza as mulheres a dirigirem.

Na última terça-feira (9), o Al-Ittihad, um dos maiores clubes do país, publicou no Twitter uma imagem e uma mensagem de apoio à medida.

Notícias relacionadas: