Antero Henrique apoia treinador do PSG no caso de Cavani e Pastore

Antero Henrique apoia treinador do PSG no caso de Cavani e Pastore

Jamais coloquei pressão em ninguém. O mal estar entre Neymar e os companheiros de equipe foi reforçado pela viagem que o atacante fez ao Brasil no fim do ano, para resolver "problemas pessoais". Sempre fui leal. Não é verdade que quero sair do clube. Quero encerrar a minha carreira aqui - disse, através de postagem no Instagram. O uruguaio Cavani voltou às práticas na sexta-feira passada, dois dias depois do prazo marcado.

O meia Javier Pastore demorou para se reapresentar ao Paris Saint-Germain após a pausa de fim de ano e gerou boatos sobre uma possível saída do clube. Foi um momento importante para o clube, devemos pensar antes de fazer gestos como esse, que não é bom para todos.

O brasileiro afirmou que o argentino tinha o desejo de deixar o clube, mas foi desmentido por Pastore nas redes sociais. Com Cavani é um pouco diferente. O artilheiro da equipe, Edinson Cavani, ficou de fora da lista de relacionados do PSG para enfrentar o Amiens, nesta tarde, em partida eliminatória pela Copa da Liga da França. O Paris é o líder do Francês, com 50 pontos, nove a mais que o segundo colocado Monaco.

Notícias relacionadas: