Rui Vitória sobre Conceição: "Eu faltei ao respeito a alguém?"

Rui Vitória sobre polémicas: «Ninguém pode dizer que ultrapassei os limites»

Um dos temas abordados, e que mais tempo ocupou, foi a questão relacionada com as palavras recentes de Sérgio Conceição, que comparou o técnico a um "boneco". "Isto não é uma resposta a ninguém, mas este episódio não começou aqui, isso que fique claro, e da minha parte termina aqui. Na minha carreira não pedi a ninguém para estar onde estou". Tenho ouvido gente a dizer que deve haver respeito entre os treinadores, mas o que eu pergunto é: eu faltei ao respeito a alguém? O treinador do FC Porto disse o que disse, assuma as suas responsabilidades mas eu não passo determinados limites. Não aceito de forma leviana que alguém diga que se faltou ao respeito. Sou treinador de equipa grande mas uma pessoa perfeitamente normal. "Não vale tudo. Eu posso ganhar ou perder, como já perdi algumas vezes, mas ninguém me pode apontar que ultrapassei limites". Subi a pulso, agarrando as oportunidades, deixando amigos em todos os clubes, cheguei aqui dessa maneira e assim vou continuar a ser. Falo quando quero e da forma como quero. Uma coisa é divergências de opinião sobre jogos, outra coisa é achar que vale tudo. Da minha parte haverá sempre respeito pelos treinadores.

O treinador benfiquista levantou o tom da voz para expressar a sua revolta. "Mas ninguém me diz que ultrapassei os meus limites enquanto treinador", completou. De há duas semanas para cá há um ataque ao Benfica e os benfiquistas já perceberam isto. Em relação a mim quero só reafirmar: não faltei, não falto, tenho a minha postura, há de ir comigo, hei-de ser assim, foi assim que já ganhei e é assim que vou ganhar mais vezes.

"Parece que estamos naqueles programas em que se mete dois ou três jovens com uma garrafa de gin, uma garra de vodka e uma de whiskey e depois na manhã seguinte diz-se que houve sexo na Casa dos Segredos. Há limites!", atirou o técnico.

O Rui Vitória não está a responder ao Sérgio Conceição, nem ao Jorge Jesus, não quero responder mais nada. "Estão a ver o ridículo desta situação?".

Notícias relacionadas: