Pilotos usarão macacões com airbag a partir desta temporada — MotoGP

Márquez voltou andando para os boxes

Segundo anunciou a organização os sistemas "têm de ser usados em todas as sessões por todos os pilotos permanentes e têm de estar ativos em pista", lê-se no comunicado publicado.

Duas marcas italianas foram pioneiras na introdução do airbag nos seus fatos de competição - e agora também disponíveis nos equipamentos para utilização diária pelo comum motociclista: a Dainese e a Alpinestars. Proteger a zona central das costas não vai ser obrigatório.

Segundo os organizadores, o artigo deverá cobrir pelo menos os ombros e a clavícula. Caso um fabricante opte pela protecção dorsal, esta deve abranger integralmente a coluna vertebral, sendo autorizadas pequenas variações em função de especificidades de cada sistema e da morfologia de cada piloto.

O sistema tem que ser aprovado após uma série de testes para determinar o tempo de accionamento e enchimento e que não será accionado acidentalmente.

"A Federação Internacional de Motociclismo (FIM), a Associação Internacional das Equipes (IRTA) e a Dorna (que detém os direitos comerciais da MotoGP) querem garantir que o Mundial seja o mais seguro possível", destaca o comunicado.

Com o português Miguel Oliveira a cumprir o terceiro ano em Moto2, a classe intermédia, a época arranca no Grande Prémio do Qatar, em 18 de Março, e termina no Grande Prémio da Comunidade Valenciana, em 18 de Novembro.

Notícias relacionadas: