Eurico sofre derrota na tentativa de permanecer na presidência do Vasco

Objetivo da ação do Vasco é validar novamente os votos da urna 7 da eleição

Eurico Miranda sofreu nova derrota na disputa judicial na conturbada eleição do Vasco.

NEGADO! O novo relator do processo de Eurico Miranda na Justiça recusou o mandado de segurança pedido pelo atual presidente do Vasco e o mesmo terá seu mandato válido até o dia 15 de janeiro. A oposição, no entanto, entrou na Justiça questionando os votos da Urna 7, na qual 428 votos foram para Eurico e apenas 42 para o candidato da oposição. O segundo foi o ontem e indeferido. A última decisão da Justiça determinou que os votos fossem suspensos, com base num laudo pericial simplificado que analisou documentos entregues pelo Vasco.

José Carlos Varanda dos Santos foi o desembargador responsável por julgar o caso.

Em novembro passado, porém, a juíza Maria Cecília Pinto Gonçalves, da 52ª Vara Cível do Rio de Janeiro, decidiu por desconsiderar a urna polêmica. Mas, no momento, a situação está bastante favorável a oposição vascaína, encabeçada por Julio Brant, da chapa 'Sempre Vasco'.

Notícias relacionadas: