BNDES pretende quitar empréstimo de R$ 130 bilhões tomado do Tesouro Nacional

Ana Branco

O apoio do BNDES a projetos de investimento terá dois níveis de participação máxima com a Taxa de Longo Prazo (TLP), nova taxa de juros do banco, que acompanha oscilações de mercado. A informação foi dada durante a apresentação de mudanças nas políticas operacionais do banco. As novas premissas têm como base a inclusão da Taxa de Longo Prazo (TLP) como referencial dos financiamentos e que está convergindo com a Selic.

"A ideia é que tenhamos mecanismos indutores para debêntures", disse o executivo, em entrevista a jornalistas. Segundo Carlos Costa, o orçamento do banco neste ano para capital de giro para micro e pequenas empresas será de R$ 32 bilhões. Agora para empresas menores será diferente.

A partir de agora, o BNDES pode financiar, por meio da linha BNDES Finame, até 100% do valor de máquinas e equipamentos adquiridos por micro, pequenas e médias empresas.

O volume de financiamentos concedidos pelo BNDES vem caindo desde 2013, segundo dados do banco.

Com a flexibilização de regras na nova política operacional do BNDES, junto com o maior crescimento da economia esperado para 2018, o banco estima emprestar este ano cerca de 100 bilhões de reais ante 70,9 bilhões em 2017.

O diretor de Planejamento do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Carlos Da Costa, informou nesta quinta-feira (11), que o banco pretende devolver R$ 130 bilhões este ano ao Tesouro Nacional.

Falar em desembolsos de R$ 90 bilhões para o BNDES parece muito, dada a forte desaceleração dos empréstimos dos últimos anos, mas não é. Quero reiterar a posição da diretoria e do Conselho de Administração. Já o PIS/Pasep poderia requisitar recursos que somam R$ 36 bilhões.

Ainda que o banco, redesenhado, não volte mais a emprestar nesse ritmo, a expectativa de economistas é de expansão de 3% do PIB (Produto Interno Bruto) em 2018, o que pode elevar os pedidos de financiamento e deixar o banco sem fôlego para devolver o dinheiro ao Tesouro.

Notícias relacionadas: