TSE lança título de eleitor digital que pode substituir documento impresso

Aplicativo da Justiça Eleitoral permite ao eleitor votar com documento digital

Além disso, para quem já passou pelo cadastramento biométrico na Justiça Eleitoral, o E-título exibirá a foto do eleitor, que é tirada na mesma ocasião em que é coletada a biometria.

Depois da CNH digital, a Justiça Eleitoral divulgou o e-Título, aplicativo que permitirá aos eleitores acessarem uma via digital do título eleitoral por meio do smartphone ou tablet.

O novo sistema foi lançado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na sexta-feira (1º).

Durante a cerimônia de lançamento do aplicativo, o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, afirmou que a Justiça Eleitoral busca estar na vanguarda das inovações tecnológicas que possam proporcionar uma prestação de serviço ao eleitor mais rápida, transparente, segura e confiável. "Além de proporcionar uma grande comodidade ao eleitor, essa nova ferramenta também representará uma economia relevante à Justiça Eleitoral, com a diminuição de custos com impressão de documentos em papel", explica. Apenas em 2022 o Brasil inteiro deverá ter a biometria cadastrada em todas as suas zonas eleitorais.

O documento digital de identificação dos eleitores também terá um QR Code para a validação na zona eleitoral. Ele será escaneado para liberar o eleitor para votar. Além das informações básicas a versão digital do documento oferece a possibilidade de quitação eleitoral, dados do cadastro biométrico e um útil mapa com o local de votação.

Diga adeus ao título de eleitor de papel!

O cadastro é simples: basta preencher o nome (assim como da mãe e do pai), a data de nascimento e o número do título de eleitor e o app estará validado. Ao ser acessado pela primeira vez, o documento será gravado localmente e ficará disponível ao eleitor. Hoje é necessário um documento com foto acompanhado do título. Para quem não fez cadastramento biométrico, a foto não aparece.

Os eleitores podem acessar o E-título diretamente em um aplicativo que pode ser baixado gratuitamente por smartphone ou tablet por meio da App Store (sistema IOS) e do Google Play (sistema Android).

Notícias relacionadas: