Mercado sobe previsão do PIB para 2017 e vê menor inflação

Mercado financeiro prevê alta de 0,89% para o PIB deste ano

Os dados são do Boletim Focus, levantamento realizado pelo Banco Central do Brasil que estipula previsões dos índices econômicos brasileiros esperados para o ano vigente e o ano seguinte. A estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, subiu de 0,73% para 0,89% este ano, e de 2,58% para 2,60% para 2018.

Divulgação/Google MapsProjeção de inflação cai para 3,03%, conforme Banco Central.

Para 2018, as projeções apontam para um crescimento de 2,60% da economia brasileira. Já do lado do câmbio, houve elevação de R$ 3,15 para R$ 3,20 na mediana das estimativas para o dólar neste ano, e de R$ 3,20 para R$ 3,30. Os analistas do mercado financeiro passaram a acreditar num comportamento melhor para o PIB e para a inflação em 2017. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo registrado nesta semana foi 3,03%, contra os 3,06% da semana passada. A projeção anterior era 3,06%.

Para alcançar a meta, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente em 7,5% ao ano.

No boletim Focus desta segunda, a projeção do mercado financeiro para a taxa de câmbio no fim de 2017 manteve-se em R$ 3,25, assim como a estimativa para o fechamento de 2018, com previsão estável, em R$ 3,30.

A aposta para o saldo da balança comercial no ano corrente ficou em US$ 66 bilhões. A expectativa do mercado é que a taxa decresça para 7% ao ano, nesta semana, na última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) de 2017. Para o ano que vem, a previsão permaneceu em US$ 80 bilhões.

Notícias relacionadas: