Cristiano Ronaldo e Messi disputam emocionante corrida por recorde na Champions League

Filho de CR7 chama Messi de 'ídolo' em foto no Instagram

São 14 milhões de euros (R$ 54,9 milhões) a mais que Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, seu principal concorrente ao posto de melhor do mundo na última década. Um montante que serve também para recuperar o valor que o avançado do Barcelona teve de pagar ao Estado espanhol para resolver os problemas com o fisco.

O periódico espanhol diz ter tido acesso aos valores e alíneas estipulados no contrato entre Lionel Messi e o F.C Bacelona, que é já o oitavo acordo que une as duas partes e que garantiu um prémio de assinatura de 100 milhões de euros que servirá para "cobrir" o que o jogador entregou às finanças espanholas. Tudo isso vai diretamente para seu bolso, sem a equipe blaugrana reter nada.

Em menos de um dia, o menino compartilhou mais três posts: dois para promover de novo a marca de roupa "CR7limitless" e outra parceria paga com o Real Madrid, em imagem que aparece ao lado do pai, cada um sentado em uma bola em campo de treino do clube espanhol. Com o supercontrato, o argentino receberá agora 50 milhões de euros limpos (R$ 192 milhões) por ano até 2021, contra os 30 milhões de euros (R$ 115 milhões) que pingam na conta de Neymar. A nova cláusula rescisória é de 700 milhões de euros (R$ 2,7 bilhões).

Notícias relacionadas: