Volkswagen planeja investir US$ 12 bilhões em carros elétricos na China

Modelo Golf GTE da Volkswagen é carregado durante evento anterior ao Salão do Automóvel de Guangzhou na China

A China estabeleceu metas para a produção e vendas dos chamados NEV (New Energy Vehicle), que devem ser cumpridas até 2019, o que provocou uma corrida das montadoras.

A China é o maior mercado de veículos elétricos do mundo.

Heizmann, falando antes da Feira de Automóveis de Guangzhou, acrescentou que o grupo pretende vender 400 mil novos veículos elétricos por ano na China até 2020 e 1,5 milhão por ano até 2025.

As marcas responsáveis por fabricar os novos modelos não são ainda conhecidas mas, segundo Heizmann, os novos modelos de carros eléctricos e híbridos terão uma autonomia de duração entre os 400 e os 600 quilómetros. Para se ter uma ideia, o modelo S, da Tesla, tem uma média de 490 km, mas pode chegar a 632 km em alguns modelos. Isso permitirá que o grupo alemão, que opera na China por meio de joint ventures com a estatal SAIC Motor e o FAW Group, libere cinco modelos de carros elétricos na China anualmente até 2025.

Notícias relacionadas: