Zimbabué. Robert Mugabe foi detido

Explosões em Harare. Tropas invadem televisão estatal do Zimbabwe

Segundo a BBC, Robert Mugabe foi detido.

Soldados e veículos blindados bloquearam as estradas de acesso aos principais prédios do governo, ao Parlamento e aos tribunais no centro de Harare, a capital do país. "Se isto não é um golpe, o que será?".

A propósito da mensagem que um porta-voz do exército leu na televisão nacional esta noite, em que descartou que estivesse a ocorrer um "golpe militar", Mwonzora considerou que "é um comunicado normal quando os militares intervêm".

O Exército do Zimbábue anunciou na madrugada desta quarta-feira que capturou o Presidente do país, Robert Mugabe, um dos mais velhos chefes de Estado do mundo e o homem que está há mais tempo no poder num país de África. Os militares foram contra o expurgo do vice-presidente Emmerson Mnangagwa, por deslealdade.

Embora o secretário-geral do MDC-T tenha dito que "é a hora de salvar o país", também afirmou que "não será permitido um derramamento de sangue".

A conversa telefónica com Mandaza caiu após ser questionado pelo paradeiro do Presidente Mugabe, que segundo o canal sul-africano SABC, poderá encontrar-se sob prisão domiciliária.

Segundo aquela agência, a informação foi dada por dois funcionários da estação e um activista de direitos humanos, aumentando a especulação de que se está a preparar um golpe de estado ao Presidente Robert Mugabe, de 93 anos.

A detenção acontece um dia depois de as Forças Armadas do país terem avisado que estavam preparadas para acabar com o que consideram ser uma "purga" contra apoiantes do ex-vice-presidente, Emmerson Mnangagwa.

Os militares prenderam o ministro das Finanças, Ignatius Chombo, um membro da chamada geração 40 (G40), representantes mais jovens do partido Zanu-PF, de Mugabe, que apoiam a mulher do do ditador, Grace.

Há muito que se especula que Grace quer ocupar o lugar do marido, que governa o Zimbabué desde 1980.

Com este afastamento, fica na posição ideal para suceder ao marido, que, apesar da idade avançada e da saúde frágil, foi nomeado pela Zanu-PF como candidato às eleições presidenciais de 2018.

Notícias relacionadas: