Pride Fighting Championships vs. UFC: qual dos dois é melhor para o lutador brasileiro

Pride Fighting Championships foi uma das maiores organizações de MMA de todos os tempos. Muitos ainda consideram que o Pride FC foi a era de ouro do MMA. Considera-se que teve algumas das maiores lutas de todos os tempos. Os lutadores que ficam no topo não costumam ir embora ao terem de enfrentar adversários de classificações mais altas, enquanto muitos dos lutadores de UFC escolhem com quem gostariam de lutar no combate seguinte. Conor McGregor, por exemplo, vai manter o título de peso-leve pois não lutará com Frankie Edgar

Ao olharmos para trás para o Pride Fighting Championships e para o Ultimate Fighting Champion, há pontos positivos e negativos a serem considerados por lutadores brasileiros que estão para participar. Geralmente, no UFC os lutadores não são colocados para lutar com os outros principais lutadores, já que é permitido escolher o adversário. Para quem está começando, isso é ótimo, pois permite uma forma mais fácil de começar a participar. No Pride FC, os melhores lutadores costumam ser colocados para lutar uns contra os outros para tornar a luta mais interessante e previsível  no que diz respeito a apostas. Em alguns casos, um peso-médio poderia enfrentar um super peso-pesado, já que há muitos anos as lutas de pesos livres eram regulares no UFC, o que já não é tão comum há algum tempo.

Para aqueles que gostam de uma entrada espetacular e de um fantástico show, o Pride FC é conhecido por isso. Ao se tornar um dos principais lutadores especiais do Pride FC, você recebe os trabalhos com grandes shows de luzes e fogos de artifício. Os torneios Pride FC são eventos enormes nos quais os lutadores competem em várias lutas na mesma noite, dando ainda mais o ar de espetáculo.

Outra parte favorável do Pride UFC é que ele tem uma série de regras diferentes. Uma das mais importantes é a proibição de cotoveladas. Como os cotovelos geralmente abrem cortes nos rostos dos adversários, no UFC isso é permitido e acaba por tornar a luta mais sanguinária. Quanto mais sanguinária, mais atrasos podem ser esperados.

Os árbitros do Pride FC têm sido elogiados por muitos, visto que baseiam suas decisões na totalidade da luta. Os árbitros do UFC baseiam suas decisões da mesma forma que as lutas de boxe são avaliadas. Um outro fator importante a ser considerado é que todo round no UFC tem duração de 5 minutos e no Pride FC, o primeiro round dura 10 minutos. Em alguns casos, ter rounds de apenas 5 minutos ajudará o desempenho do lutador, mas ter um round de 10 minutos pode ser visto como um teste de resistência, já que ficar às voltas esperando que o adversário ataque pode resultar em cartão amarelo. Nesse sentido, o UFC deve ser melhor para avançar.

 

A evolução do MMA forçou a geração atual de lutadores a aprender muito mais competências e técnicas no UFC e no Pride UFC. No entanto, alguns dos maiores nomes no MMA surgiram no Pride FC, como por exemplo: Quinton “Rampage” Jackson e Anderson Silva tornaram-se campeões do UFC depois de terem competido no Pride FC. Ele oferece uma fantástica base para uma carreira de luta no MMA, já que, uma vez que foi campeão no Pride FC, ir para o UFC será uma grande transição. Com o Pride FC e seu espetáculo de abertura para cada lutador, haverá uma percepção sobre a expectativa de desempenho deles. Isso pode oferecer fantásticas oportunidades de apostas para os novos participantes ou os melhores lutadores. 

Notícias relacionadas: