Portugal cria emprego pouco qualificado e é mal pago

Os salários são abaixo da média e o emprego criado é elevado em setores onde dominam as baixas qualificações.

A Comissão Europeia alerta: Portugal está a criar emprego, mas muitos desses postos de trabalho estão associados a qualificações mais baixas e salários reduzidos. "Isto pode ser explicado pela elevada proporção de empregos que estão a ser criados em sectores com perfis de baixas qualificações e salários abaixo da média", considera o responsável.

Segundo Bruxelas, a produtividade por trabalhador está a evoluir mais rápido do que os salários.

O porta-voz salvaguarda, entretanto, que "as melhorias na produtividade estão, de facto, a conduzir a uma moderação adicional esperada nos custos unitários do trabalho em 2018". As previsões apontam que vai subir 2,3% nos próximos dois anos, enquanto que o salário médio por empregado não sobe além de 1,8%.

Notícias relacionadas: