"Gonçalo Guedes adapta-se a qualquer posição ofensiva" — Fernando Santos

Portugal com todos disponíveis para o jogo com os Estados Unidos

"É um grupo muito coeso e deram a resposta que esperava, fizeram um excelente jogo". Isto porque, segundo o técnico, há "uns 40 jogadores que podem estar no Mundial".

Por falar em Mundial, Fernando Santos voltou a ser questionado sobre os objetivos de Portugal e voltou a dizer o mesmo: Portugal é candidato mas não é favorito.

Depois de ter vencido tranquilamente a Arábia Saudita por 3-0, com golos de Manuel Fernandes, Gonçalo Guedes e João Mário, Portugal vai defrontar hoje um adversário que, ao contrário dos sauditas, não estará no Mundial, mas que ainda assim terá um nível superior no entender de Fernando Santos. E outro que vem do Norte da América, com um futebol distinto. "O que eu disse é que não iam jogar equipas diferentes". São jogadores que promovem um jogo rápido. São rápidos e objectivos. "Vai ser muito difícil, mas eu já disse que é bom ter estas dores de cabeça, é sinal da qualidade do jogador português", frisou, em conferência de imprensa.

O treinador português confirmou ainda que o onze inicial frente aos Estados Unidos não será muito diferente do que jogou com a Arábia Saudita em Viseu. "Temos pouco tempo de treinos e 90% dos treinos são em recuperação".

"Fator positivo é a qualidade dos jogadores, da Seleção, individual e coletiva". "Há jogadores que jogaram e vão jogar amanhã outra vez". Todos ou muito perto de todos irão jogar, se o jogo o permitir. Se o jogo não permitir, não acontecerá. "A minha ideia é manter uma equipa forte, que vai corresponder aos anseios do povo que aqui se vai deslocar, mais uma vez num momento de solidariedade importante", salientou, recordando as declarações da conferência de imprensa anterior, após o encontro de Viseu.

"Vamos fazer tudo para vencer o jogo e dar uma alegria a este povo que já demonstrou um lado humano fortíssimo", concluiu Fernando Santos, referindo-se ao cariz solidário para com s vítimas dos incêndios que estes dois jogos da selecção tiveram: "É importante para todos os que foram afectados, para quem perdeu familiares".

Notícias relacionadas: