Bahia finaliza preparação para enfrentar o Palmeiras — Foco na tática

Fabio Menotti | Agência Palmeiras | Divulgação				EGÍDIO | Jogará de titular contra o Bahia ao lado de Edu Juninho e Jean

Depois de abrir 2 a 0 no Pacaembu, o time levou cometeu dois vacilos graves, cada um no fim de um tempo, e levou o empate nos minutos finais do Bahia, que luta para não cair à Série B, nesta quinta-feira.

Com o resultado, o Bahia termina a rodada na 14ª posição com 32 pontos.

A igualdade fez o Palmeiras ficar ainda mais distante do líder Corinthians, que soma 58 pontos, contra os 44 da equipe alviverde, em quinto lugar no Brasileirão. Ele cruzou e Willian ajeitou de peito, com a bola sobrando para o chute de virada de Bruno Henrique. Aos 43 minutos, Mendoza foi derrubado por Róger Guedes na área e o time baiano teve um pênalti a seu favor.

Logo aos 2 minutos de jogo, o Palmeiras abriu o marcador. Antes do intervalo, já nos acréscimos, Edigar Junio descontou de cabeça, 2 a 1.

Na etapa final, a torcida pediu Borja, ele entrou e não fez diferença.

Keno chegou ao Palmeiras no início do ano após se destacar pelo Santa Cruz. Quarto jogador do elenco com mais jogos na temporada (43), o camisa 27 é o quarto maior goleador da equipe em 2017, com sete tentos, atrás apenas de Róger Guedes (8), Dudu (10) e Willian (15).

O primeiro tempo foi eletrizante, mas quem não estava na mesma sintonia dos demais era Renê Júnior. No fim, o Palmeiras teve que comemorar o empate, enquanto era vaiado por sua torcida. Técnico: Paulo César Carpegiani. Mas foi só. O primeiro gol do time alviverde foi marcado por William, que completou bola desviada pelo volante Moisés após cruzamento de Deyverson.

BAHIA - Jean; Eduardo, Rodrigo Becão, Lucas Fonseca e Juninho Capixaba; Rene Junior (Feijão), Juninho, Vinícius (Rodrigão) e Zé Rafael (Régis); Mendoza e Edigar Junio.

LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo.

Notícias relacionadas: