Nadal nos quartos em Pequim — Ténis

Ténis Zverev qualifica-se para as meias-finais de Pequim

Rafael Nadal atravessa, aos 31 anos, um dos melhores momentos da carreira.

A vítima n.º 60 do maiorquino em 2017 - soma apenas nove derrotas - foi o búlgaro Grigor Dimitrov, que ainda levou o encontro para um terceiro set, mas acabou por sair derrotado na meia-final do ATP 500 Pequim, por parciais de 6-3, 4-6 e 6-1.

O espanhol, porém, conteve a euforia ao projetar o duelo que travará com Isner, hoje o 17º colocado do ranking mundial, cujo poderio de um dos seus fundamentos foi exaltado pelo número 1 da ATP após o triunfo desta quinta.

O espanhol, campeão do US Open e de Roland Garros neste ano, viu grande parte dos principais rivais de sua geração - Novak Djokovic, Stan Wawrinka e Andy Murray - desfalcarem o final de temporada com problemas físicos. Também consegui somar pontos.

Nadal aproveitou e chegou ao sexto título do ano, aumentando a vantagem na liderança do circuito ATP.

Nick Kyrgios e Steve Darcis também se defrontam nos quartos de final, ronda para a qual faltam apurar dois jogadores, que sairão dos encontros Berdych-Rublev e Fognini-Alexander Zverev.

"Não podemos esquecer que já não temos 20 anos".

Líder do ranking mundial, Nadal tem a posição cada vez mais cimentada, de tal forma que a diferença para o segundo classificado, Roger Federer, já é de 2170 pontos. O próximo torneio disputado por ambos os tenistas será o Masters 1000 de Xangai, que começa nesta segunda-feira.

Notícias relacionadas: