Previc decreta intervenção no Postalis

Previc decreta intervenção no Postalis

A Previc (Superintendência Nacional de Previdência Complementar), vinculada ao Ministério da Fazenda, decretou intervenção na Postalis, fundo de pensão dos funcionários dos Correios. A medida foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (4). Mas o fundo de pensão dos empregados dos Correios tem sido centro de episódios de fraude e má gestão nos últimos anos. Em nota, a Previc afirmou que a intervenção no Postalis se deve ao descumprimento de normas relacionadas à contabilização de reservas técnicas e aplicação de recursos. A intervenção pode durar até que seja criado um plano estruturado de recuperação e finalização dos problemas constatados.

Também por má gestão e irregularidades, o Postalis vem acumulando sucessivos déficits, o que obriga os próprios beneficiários do fundo a cobrir os rombos.

Foi informado ainda que existem duas possibilidades durante o período de intervenção.

Caso seja constatado que o fundo não tem mais caminho para a recuperação, é decretada a liquidação extrajudicial. Em abril, por exemplo, o Tribunal de Contas da União (TCU) identificou prejuízos na ordem de 1 bilhão de reais.

A reportagem da Agência Brasil entrou em contato e aguarda posicionamento do Postalis, dos Correios e da Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas dos Correios e Similares (Fentect).

Notícias relacionadas: