Temer encerra reunião e não vai fazer pronunciamento sobre denúncia

O presidente de facto da República Michel Temer esteve reunido neste sábado no Palácio do Planalto com o ministro das Relaçõe Exteriores Aloysio Nunes

Temer também esteve reunido com o ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Augusto Nardes.

Os ministros das Relações Exteriores, Aloysio Nunes, e do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, Sérgio Etchegoyen, estiveram com Temer.

Antes de viajar para os EUA, Temer deve participar, ainda na segunda-feira pela manhã; da cerimônia de posse de Raquel Dodge como procuradora-geral da República. Ele foi alvo de denúncia nesta quinta-feira dez minutos após chegar ao gabinete no Palácio do Planalto. Na nota, assinada pela Secretaria de Comunicação, o Planalto afirma que a segunda denúncia é "recheada de absurdos", "falta de credibilidade" e "realismo fantástico em estado puro". Em função dos preparativos da viagem que fará aos Estados Unidos já no começo da próxima semana, Temer pode retornar ao Palácio do Planalto ainda neste sábado. Os problemas enfrentados pelo país vizinho, inclusive, serão o principal tema do jantar que Temer participará a convite do presidente norte-americano, Donald Trump, em Nova York, primeiro compromisso oficial do brasileiro, nos EUA. Segundo o Planalto, comparecem ao encontro os chefes de Estado da Colômbia, Juan Manoel Santos, e do Peru, Pedro Paulo Kuczynski.

No domingo ele também deve revisar o discurso que vai fazer na ONU, na terça-feira, onde pretende citar a crise da Venezuela.

Notícias relacionadas: