Reinaldo Gottino chora ao noticiar a morte de Marcelo Rezende: "muito difícil"

Marcelo Rezende em 1999 durante sua passagem pela Globo

A informação foi confirmada pela Record enoticiada no "Cidade Alerta", programa que ele apresentou durante seis anos. O jornalista deixa cinco filhos, de cinco relacionamentos diferentes, e duas netas, além da namorada, Luciana Lacerda.

Vale lembrar que o âncora do "Cidade Alerta" foi diagnosticado com câncer nos rins e pâncreas em maio desde ano. Do flagrante de abuso policial na Favela Naval, em Diadema (SP), à corrupção no futebol, passando pelos inesquecíveis depoimentos de Francisco Assis Pereira, o Maníaco do Parque, e do ex-goleiro Bruno.

Mesmo não tendo formação acadêmica superior, destacou-se no jornalismo trabalhando nas redações das maiores organizações de mídia do país, como Grupo Globo, Record e Editora Abril. Ele estava no comando do programa desde 2012. O apresentador construiu sua carreira na TV através de programas policiais. Sua trajetória foi sempre guiada pela coragem em tocar em feridas sociais.

Marcelo Rezende começou a carreira no extinto Jornal dos Sports, no final dos anos 60. Lá, popularizou bordões como "Corta pra mim!" e "Bota exclusivo, minha filha, dá trabalho pra fazer". Conhecido na cobertura esportiva migrou para a Rádio Globo e, porsteriormente, para o Jornal O Globo, onde chegou a ser o principal repórter da editoria de Esportes, cobrindo a Seleção Brasileira. Em 1999, fez parte da equipe de criação do Linha Direta, do qual tornou-se apresentador.

Na sexta-feira (15), foi divulgada a informação de o jornalista havia sofrido falência de diversos órgãos. "News". Também passou pela Band, com o programa "Tribunal na TV", em 2010. "Trabalhamos para o interesse público, o interesse da comunidade, o interesse da sociedade".

Notícias relacionadas: