Jornalista do 'Financial Times' é encontrado morto no Sri Lanka

Paul McClean

Mergulhadores da Marinha do Sri Lanka encontraram nesta sexta-feira, 15, o corpo de um jornalista britânico que teria sido atacado por um crocodilo enquanto viajava com amigos em uma praia.

O corpo de um jornalista do Financial Times (FT) foi descoberto sem vida um dia depois do presumido ataque de crocodilo que o terá vitimado, avançam as autoridades do Sri Lanka.

O jornalista de 24 anos estava de férias na ilha com amigos e, durante uma aula de surf, decidiu ir lavar as mãos numa lagoa e terá sido atacado por um crocodilo e arrastado para a água, segundo o relato de uma testemunha. "O corpo estava preso na lama, perto do local onde foi visto pela última vez", explicou.

"As circunstâncias foram trágicas, mas a causa final da morte ainda não foi estabelecida". Turistas e locais fazem surf na Elephant Rock, que é uma linda praia e muito segura.

Paul McClean licenciou-se na Universidade de Oxford, na Inglaterra, e trabalhava, há dois anos, no jornal Financial Times, para onde entrou como estagiário. Nos últimos tempos tinha-se dedicado mais a assuntos relacionados com o Brexit e a União Europeia.

Notícias relacionadas: