Coreia do Norte desafia ONU e promete acelerar programas militares

Poster com propaganda norte-coreana culpando EUA e países hostis pelas sanções Todas as regiões dos EUA estão ao alcance dos nossos mísseis agora

Questionada se Pequim considera necessárias novas ações, como resposta ao lançamento, Hua Chunying sublinhou os "enormes sacrifícios" feitos pelo seu país para resolver a crise na península coreana. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que as sanções são apenas um pequeno passo em direção ao que é necessário para lidar com os programas nuclear e de míssil norte-coreanos.

A Coreia do Norte teria feito o lançamento de um novo míssil, informou a agência de notícias sul-coreana Yonhap.

O novo projétil cruzou o espaço aéreo japonês sobrevoando a ilha de Hokkaido, às 7h06m de sexta-feira no horário local.

Isto significa que foi uma distância suficiente para atingir Pyongyang.

O presidente sul-coreano, Moon Jae-in, convocou uma reunião do conselho de segurança para discutir o novo lançamento, enquanto o governo japonês condenou o lançamento. No fim de agosto, um outro lançamento também sobrevoou o arquipélago e caiu no mar.

A Coreia do Norte disparou um novo míssil na noite desta quinta-feira (14/09) - manhã de sexta em Pyongyang -, segundo comunicaram autoridades da Coreia do Sul e do Japão.

"Não podemos nunca tolerar que a Coreia do Norte viole a decisão forte e unida da comunidade internacional rumo à paz, demonstrada nas resoluções da ONU, e insista neste ato ultrajante", disse Abe.

Embora Pyongyang tenha afirmado imediatamente que testou com sucesso uma bomba de hidrogênio, os Estados Unidos tinham recusado anteriormente de caracterizar o artefato.

"Estas contínuas provocações apenas aprofundam o isolamento diplomático e económico da Coreia do Norte", completou o secretário de Estado norte-americano.

A ONU aprovou na segunda-feira o oitavo pacote de sanções contra a Coreia do Norte, destinadas a isolar economicamente o país em resposta ao sexto ensaio nuclear, realizado a 03 de setembro. Esta foi a oitava série de sanções e proíbem as exportações têxteis da Coreia do Norte e restringem seu abastecimento em petróleo e gás.

Notícias relacionadas: