Gás radioativo foi encontrado após teste nuclear da Coreia do Norte

Braziliense

A Comissão de Segurança Nuclear disse que seu detector de xenônio com base em terra na parte nordeste do país encontrou traços do isótopo xenônio-133 em 9 ocasiões, enquanto seu equipamento móvel ao largo da costa leste do país detectou traços do isótopo 4 vezes.

"Foi difícil perceber a potência do teste nuclear pela quantidade de xênon detectado, mas podemos afirmar que o xênon era proveniente da Coreia do Norte", comunicou o comissário executivo Choi Jongbae em coletiva de imprensa em Seul.

Moon Jae-in ordenou aos militares sul-coreanos que estivessem preparados para "novas ameaças" e apelou à comunidade internacional para aplicar esforços conjuntos a fim de fazer com que a Coreia do Norte interrompa seus programas nuclear e de mísseis.

Na sequência de um novo teste balístico realizado pelo regime de Pyongyang, Moon Jae-in reiterou que o diálogo com Kim Jong-un é "impossível numa situação como esta" e, nesse sentido, deixou uma ameaça ao país vizinho. Mas o xênonio-133 detectado é um isótopo radioativo que não ocorre naturalmente e que foi ligado aos testes nucleares da Coreia do Norte no passado.

Notícias relacionadas: