Petróleo fecha em alta, com otimismo pela demanda

Opep produção de petróleo cai em agosto ‘reequilíbrio’ a caminho

O petróleo fechou em alta nesta quarta-feira (13) em Nova York e em Londres, animado pela volta do otimismo na demanda mundial pela commodity.

A AIE prevê uma alta da demanda de 1,6 milhão de barris diários (mbd) até um total de 97,7 mbd em 2017.

Além disso, a AIE calculou que os estoques comerciais da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) ficaram estáveis em julho ante o mês anterior, a 3,016 bilhões de barris, mas ainda 190 milhões de barris acima da meta da Opep, de atingir a média dos últimos cinco anos.

"A mensagem geral da AIE é construtiva por enquanto, eles têm (previsão de) crescimento muito forte na demanda por petróleo", comentou Bjarne Schieldrop, analista-chefe de commodities da SEB Markets.

A produção de petróleo bruto e condensado da Rússia caiu em agosto ao menor nível em 12 meses, totalizando 10,91 milhões de barris por dia (bpd), segundo relatório mensal divulgado hoje pela Agência Internacional de Energia (AIE).

Às 9h35, o barril de Brent para novembro negociado na ICE, em Londres, tinha alta de 0,72%, a US$ 54,66.

Notícias relacionadas: